. .

Boletim informativo

Cadastre-se para receber informações sobre trânsito e transportes:

Cadastrar

Parceiros

Publicidade:

banner

Criado na Câmara Fórum Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas

Reunidos na Câmara dos Deputados, caminhoneiros de todo Brasil criaram o Fórum Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas para defender os interesses da categoria. A criação do grupo coincide com o fim da greve no setor. Os caminhoneiros protestam contra a nova lei que regula sua jornada de trabalho (Lei 12.619/12).

Pela lei, que entrou em vigor no dia primeiro de agosto, todos os caminhoneiros são obrigados a cumprir período de descanso de 11 horas a cada 24 horas. Além disso, os profissionais devem fazer uma parada de meia hora a cada quatro horas ao volante. O objetivo é reduzir o número de acidentes nas estradas.

O presidente do Movimento União Brasil Caminhoneiro, Nélio Botelho, tem feito duras críticas à imposição da lei. Ele afirma que as estradas não possuem locais de parada e que a jornada imposta reduz a remuneração dos profissionais. "Foi necessária uma reação, uma integração de todo transporte, desde o pequeno caminhoneiro até a empresa e a cooperativa, para que a gente mobilizasse todo mundo e, se necessário, parasse o País, porque hoje tudo roda em cima de caminhão. Tínhamos de mostrar nossa situação de falência."

Projeto de lei
O deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP) apoia o movimento. Ele prometeu apresentar nos próximos dias um projeto de lei atendendo algumas reivindicações dos caminhoneiros. "Precisamos melhorar o preço do frete, mas temos que reduzir os custos e as despesas, principalmente pedágio.” Na opinião de Marquezelli, a parada obrigatória é aconselhável. “De 15 minutos a cada quatro horas, e à noite descansar seis horas, aonde ele quiser, aonde ele achar melhor, aonde ele tiver um amigo ou uma pousada, aonde ele tiver um lugar em que possa descansar".

Manifestações
Os caminhoneiros terminaram no meio da tarde desta quarta-feira a interrupção da rodovia Presidente Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro. As manifestações, que bloquearam também outras rodovias do País, afetaram o transporte de produtos agrícolas e industriais, além de causarem grandes congestionamento. Eles se reuniram hoje com representantes do governo na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para negociar a fiscalização da carga horária imposta pela lei.

Grupos de trabalho temáticos
Segundo a assessoria de imprensa do Ministério dos Transportes, ficou acertado que as demandas dos caminhoneiros serão discutidas em quatro grupos de trabalho temáticos. O primeiro discutirá normas e regulamentos, outro a construção de pontos de parada, o terceiro vai debater questões fiscais e tributárias e o quarto, aspectos jurídicos.

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara aprovou nesta quarta-feira dois requerimentos para a realização de audiência pública sobre o tema.


FONTE: Agência Câmara de Notícias

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

FREEWAY SOLUÇÕES E SERVIÇOS EM TRÂNSITO E TRANSPORTE LTDA - ME

Endereço: Av. Santos Dumont, 2789 - SALA 1006 | Bairro: Aldeota | CEP.: 60.150-161 | Fortaleza - Ceará - Brasil

Tel: + 55 (85) 9.9984.8603 - + 55 (85) 9.8675.8441

CNPJ: 21.901.315/0001-80

Siga a Freeway:

freeway no Facebook

Imagine Comunicao Digital